De Genere
Clique na imagem para ampliar

De Genere

16,00 €
  • Depósito legal: 492096/21
  • Idioma: Português
  • Nº Páginas: 355
  • Tipo: Livro
  • Estado: Novo
  • Editora: Snob
  • Autor: Pereira, Raul
  • Autor da capa: Filipe Silva com design e paginação de Pedro Simões
Tema: Literatura Portuguesa
Colecção: Fora de colecção 
Edição: 1ª

Procure o livro que tanto deseja

Selecione a quantidade prentendida, da Livraria que mais lhe convém

Pode encomendar livros em diferentes livrarias

Coloque os seus dados de contato e finalize o seu pedido

Irá ser contatado pelos Livreiros sobre a sua encomenda

Livrarias

Livraria Localização Estado Quantidade
Rimas e Tabuadas Braga, Guimarães Disponível -+
Snob Lisboa, Lisboa Disponível -+
Fonte de Letras Évora, Evora Disponível -+
  • Descrição

«No princípio era…»

Desde Martulah, no Gharb, até ao Museu Soares dos Reis nos dias de hoje, somos levados a fazer uma viagem alucinante às raízes de Joana.
Na imensa árvore genealógica da sua família cruzam-se árabes, judeus, cristãos-novos, reis, São Vicente (espelhado nos olhos de um corvo), combatentes e homens e mulheres trágicos. Com eles fazemos uma romagem à nossa ancestralidade, à génese da nossa
história, da nossa língua. A epigénese catártica começa com Joana a sair do torpor de um pesadelo demasiado real. Simultaneamente, nós iniciamos a nossa, ao revisitarmos os pontos da história no locus onde nos violentamos: a penumbra da nossa identidade.

DE GENERE é uma obra que nos traz ora a sátira ora a soturnidade que compõem o tecido emocional e afectivo das famílias portuguesas do dealbar do século XXI, que trazem a marca indelével da Guerra Colonial e os seus fantasmas.

Raul Pereira chegou à Terra no Primeiro de Dezembro de 1981, dando-se por natural da aldeia de Vila Franca (Viana do Castelo). É autor de vários artigos e publicações nas áreas da história da arte portuguesa, da etnografia e do património imaterial. Colabora regularmente com o fotógrafo Paulo Alegria, sendo de destacar o texto etnopoético de Romeiros (2010) e o livro Terra Água Vento (2020).
Escreve ainda poesia derrotista e niilista sob pseudónimo e foi um dos membros da cooperativa e editora Pé de Mosca.

Main Menu