Morrer É Não Ter Nada Nas Mãos
Clique na imagem para ampliar

Morrer É Não Ter Nada Nas Mãos

10,00 €
  • ISBN: 978-989-8828-96-5
  • Depósito legal: 459297/19
  • Edição: 2019
  • Idioma: Português
  • Tipo: Livro
  • Estado: Novo
  • Editora: Companhia das Ilhas
  • Autor: SANTOS, NUNO COSTA
Tema: Literatura Portuguesa, Poesia
Colecção: AZULCOBALTO 

Procure o livro que tanto deseja

Selecione a quantidade prentendida, da Livraria que mais lhe convém

Pode encomendar livros em diferentes livrarias

Coloque os seus dados de contato e finalize o seu pedido

Irá ser contatado pelos Livreiros sobre a sua encomenda

Livrarias

Livraria Localização Estado Quantidade
Distopia – Livros, Música, Papelaria Lisboa, Lisboa Disponível -+
Livraria da Companhia das Ilhas Açores, Lajes Do Pico, Portugal Disponível -+
  • Descrição

Morrer É não Ter nada nas Mãos é o terceiro livro de poesia de Nuno Costa Santos e traz em epígrafe versos tirados dos Poemas Quotidianos, de António Reis, que significam todo um programa: “Eu não voo/ando/ quero que me oiçam”. E o que se ouve é uma poesia que a um céu majestoso prefere o caminho dos dias e das pedras. Se morrer é não ter nada nas mãos, viver é ter uma caneta para escrever. Sobre o desordenamento urbano e a vontade da ilha. Sobre a ironia, a beleza, os deuses, o striptease, as carraspanas de juventude e uma guerra colonial tóxica e igualmente mortal. Sobre as mãos, os amigos, a mesa e a poesia, essa questão que a linguagem tem com a vida. Cada poema pede uma forma própria, como se cada assunto e cada tópico exigissem um modo próprio de se desenrolar.

Imagem da capa: Jorge Aguiar Oliveira.

Main Menu