O Dever. Os Primeiros Dez Anos (1917-1926)
Clique na imagem para ampliar

O Dever. Os Primeiros Dez Anos (1917-1926)

20,00 €
  • ISBN: 978-989-8828-34-7
  • Depósito legal: 427672/17
  • Edição: 2017
  • Idioma: Português
  • Tipo: Livro
  • Estado: Novo
  • Editora: Companhia das Ilhas
  • Autor: SOARES, JOSÉ QUINTELA
Tema: Monografias Locais e Regionais
Colecção: TRANSEATLÂNTICO 

Procure o livro que tanto deseja

Selecione a quantidade prentendida, da Livraria que mais lhe convém

Pode encomendar livros em diferentes livrarias

Coloque os seus dados de contato e finalize o seu pedido

Irá ser contatado pelos Livreiros sobre a sua encomenda

Livrarias

Livraria Localização Estado Quantidade
Livraria da Companhia das Ilhas Açores, Lajes Do Pico, Portugal Disponível -+
  • Descrição

No ano em que se assinala o centenário do jornal O Dever, fundado pelo Padre Xavier Madruga, José Quintela Soares, na sequência de um aturado trabalho de investigação, apresenta-nos uma longa selecção de textos publicados nos primeiros dez anos (de 1917 a 1926) do jornal, órgão da imprensa católica, nascido na ilha açoriana de São Jorge e, uma dezena de anos depois, mudado para a vizinha ilha do Pico, onde ainda se mantém. Além do seu interesse documental, da sua natureza de peça importante para a história da imprensa açoriana do século XX, este O Dever. Os Primeiros Dez Anos (1917-1926), de José Quintela Soares, revela-se igualmente como fundamental para conhecermos aspectos da vida económica, social e cultural de parte do mundo açoriano, mas também das suas relações com o todo português, num período da história de grandes mudanças sócio-culturais: vivia-se então em plena primeira república, em 1926 o dito Estado Novo dá os seus primeiros passos, e o jornal, católico, apostólico e romano, assume-se claramente como monárquico e, portanto, decididamente contra o regime vigente, por vezes de forma intempestiva. É um mundo diferente, pois, aquele que se abre nestas páginas de O Dever, reflexo de uma época que já não imaginamos mas com a qual ainda temos muito a aprender.

Main Menu